Você sabe quais são os componentes da gasolina? 

NOVIDADE

Você sabe quais são os componentes da gasolina?

f compartilhe

 A Petrobrás, exige rigorosas normas técnicas para analisar a química dos combustíveis, para que você tenha um produto de qualidade.

Assim, há alguns parâmetros que devem ser analisados para conferir a qualidade do produto. Inicialmente, realiza-se o exame de propriedades físicas, como a aparência visual e a densidade. A densidade pode ser conferida através de um densímetro, caso esteja menor do que 0,75 g/ml, é provável que esteja adulterada.

A gasolina é composta de uma mistura de hidrocarbonetos que possuem de 6 a 10 átomos de carbono. Assim, a composição química da gasolina pode variar. Por apresentar ponto de ebulição relativamente baixo, isso favorece a sua utilização como combustível. Além disso, a sua combustão libera uma quantidade de energia potencial muito boa.

Mas então a gasolina é misturada? 

Sim, quando comercializada diretamente com postos de combustíveis. 

Do que é composta essa mistura? 

No Brasil, a orientação é adicionar à gasolina tipo A o equivalente a 27% de etanol anidro com um grau de pureza mínimo de 99,3% conforme a legislação, determinação da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

E suas propriedades, quais são? 

O etanol anidro é um composto leve, miscível com água e com a maioria dos líquidos de baixo peso molecular. Possui PH neutro, altamente inflamável, que entra em combustão a partir de 13 °C.

A gasolina pode conter (em menor quantidade) substâncias cuja fórmula química contém átomos de:

  • Nitrogênio;
  • Enxofre;
  • Metais;
  • Oxigênio.

Esse combustível é um líquido volátil e inflamável, a faixa de destilação da gasolina automotiva varia de 30 a 220 °C.

Essas gasolinas possuem aditivos que visam melhorar a performance do combustível, como:

  •  Inibidor de corrosão: agente que protege as zonas de circulação de combustível de forma a reduzir a corrosão provocada;
  •  Detergente: reduz os depósitos no sistema de injeção e no motor de forma a melhorar a combustão;
  •  Agente veículo (solvente sintético): é muito estável a altas temperaturas, por isso provoca resíduos minúsculos durante a combustão que se realiza na câmara de combustão do motor;
  • Desmulsificante: esse aditivo promove a separação da água no sistema de distribuição e armazenagem do combustível, de forma a diminuir a corrosão daí resultante.

O grande crescimento da produção de gasolina é produto do desenvolvimento da indústria automobilística. Este crescente aumento é possível através do refino e também de processos de transformação de frações pesadas. Esses processos fazem aumentar o rendimento total do produto em relação ao petróleo no estado puro.

Facebook Whastapp Email
Em que posso ajudar?